O glutamato monossódico deixou a lista das substâncias que originam os sintomas da dor de cabeça. A novidade foi publicada pela Sociedade Internacional de Dor de Cabeça (International Headache Society) e divulgada no início deste ano no Reino Unido.

Os critérios para classificação dos alimentos nesse levantamento são baseados em evidências científicas, que utilizam diagnósticos sobre a ocorrência de enxaqueca na população e respectivas causas relacionadas, publicados nas principais bases de dados bibliográficos.

Créditos: elenaleonova/iStock

Glutamato monossódico não faz mais parte da lista de causadores de enxaqueca

A Classificação Internacional das Cefaleias (ICHD-3, International Classification of Headache Disorders) é referência na área da saúde em todo o mundo e é utilizada para uso científico, educacional e clínico por instituições, sociedades e indivíduos.

Mas o que é o glutamato monossódico (MSG)? Também conhecido como glutamato de sódio ou realçador de sabor, é um aditivo alimentar adicionado a preparações para conferir o gosto Umami (um dos cinco gostos básicos do paladar humano, ao lado do doce, salgado, ácido e amargo) de maneira mais pura, concentrada e padronizada.

Da mesma maneira, utilizamos açúcar e adoçantes para elevar a doçura ou o sal para salgar os alimentos. O MSG é um importante aliado da saúde, pois pode auxiliar na redução de até 37% do sódio das refeições, mantendo a mesma aceitação.