Por Eduarda Lúcia Loregian

O nexialismo é um caminho escolhido cada vez mais pelos profissionais da atualidade. Tornou-se um terceiro tipo de profissional além dos especialistas que se aprofundam em um único tema e dos generalistas que sabem um pouco de diversos temas.

Créditos: mik38/iStock

O nexialismo é a tendência que se contrapõe à dos especialistas

Distintamente, o nexialista não necessita de uma especialização. Ele simplesmente tem uma incrível capacidade de analisar e resolver problemas, fazendo nexos entre coisas diversas para criar soluções.  Também conhecido como cabeça de Hiperlink ele transita muito bem em várias áreas e quer conhecer e compreender como funcionam os diversos mercados.

Ele nem sempre sabe tudo, mas ele sabe quem sabe, sabe onde e com quem encontrar respostas. Essa é a sua distinção: conectar pessoas e temas aparentemente não relacionados. Em tempos de crise, os nexialistas são a disputa do mercado, pois têm motivação, criatividade, persuasão e influência para resolver problemas.

Eles fazem um marketing pessoal excelente. Enquanto outros profissionais apenas reclamam e mantêm-se desantenados, o nexialista cresce e acontece, sem se conformar com o pouco, ele sempre quer o melhor. O mundo conheceu diversos nexialistas. Um grande exemplo é Leonardo da Vinci que atuou em quase 18 ocupações distintas e fez conexões e descobertas entre elas.